A Corrida que nunca acabou

Era uma vez um vilarejo muito sonolento, para combater o tédio, seus moradores viviam inventando jogos e apostas, um dia inventaram uma corrida de invenções, os concorrentes deveriam fazer com que suas invenções corressem até o final de um campo e retornassem ao ponto de partida.

Apenas três invenções foram inscritas: Uma Flecha Mágica, uma Palavra Impensada e uma Oportunidade de Ouro.

Várias pessoas vieram ver a corrida, uns apostavam na Flecha; outros, na Palavra; e, outros, na Oportunidade.

Quando a Dona Loucura deu o tiro de largada, o arqueiro lançou sua Flecha Mágica, uma mulher pronunciou uma Palavra Impensada e um homem deixou sua Oportunidade de Ouro escapar.

As três saíram em disparada, todos acompanhavam a corrida atentamente, porém, uma coisa engraçada aconteceu: Quando chegaram ao final do campo, elas não pararam nem fizeram a curva para retorna, antes, enveredaram por outros campos e continuaram correndo em linha reta, para longe, muito longe.

Depois de umas seis horas, quando alguns já até tinham desistido de esperar, o Dr. Entendimento, que casualmente ia passando por aí, ao saber da aposta, caiu na gargalhada e disse-lhes:

– Vocês estão aqui há seis horas esperando? Como vocês são bobos! Vocês ainda não sabem que a Flecha lançada, a Palavra pronunciada e a Oportunidade escapada nunca mais voltam?

O temor do Senhor é o princípio do conhecimento.
Provérbios 1.7

Compartilhar

Comentários encerrados.