A Culpa disso tudo é da Crise [Ilustração]

large

Um homem vivia à beira de uma estrada e resolveu abrir um comércio, comprando e vendendo frutas locais, artesanatos, bebidas e lanche.

Ele nunca foi instruído para ser um comerciante, mas sabia que precisava divulgar o seu negócio, se quisesse sobreviver, por isso colocava cartazes pela estrada, atendia seus clientes com simpatia e competência e jamais descuidava da qualidade de seus produtos.

Ele não tinha rádio, televisão e nem lia jornais, por isso raramente se preocupava com outras coisas senão sua família e seu comércio.

Seu empreendimento prosperou e ele conseguiu pagar uma boa escola ao filho, lá na capital. O rapaz formou-se numa das melhores faculdades da região.

Finalmente, já formado, o filho voltou para casa e, ao perceber que o pai estava para fazer uma compra alta, chamou-o ao lado para uma conversa séria com ele:
– Pai, eu sei que você não ouve rádio, nem televisão, nem lê os jornais, por isso eu preciso lhe dizer que há uma grande crise no país neste momento. Não compre tanto. Compre menos ou compre produtos mais simples, mais baratos. De giro mais rápido.

Depois de ouvir as considerações do filho estudado, o pai pensou: “Bem, meu filho estudou…então só pode estar com a razão”.

Com medo da crise, o homem começou a comprar menos ou a comprar mercadorias mais baratas, o que acabou por espantar os bons clientes que há anos estavam acostumados com produtos de alta qualidade.

Abatido pela notícia da crise, já não conseguia sorrir para seus clientes e as vendas despencaram, levando o homem quase à falência total.

O pai então falou para os amigos:
– É, meu filho estava certo, estamos mesmo no meio de uma grande crise. Ainda bem que ele me avisou…

Compartilhar

Comentários encerrados.