A Oração e o Firmamento – [Esboço de Pregação Sobre Oração]

chuvas de bençãos
“Então Deus disse:
Que haja no meio da água uma divisão para separá-la em duas partes!
E assim aconteceu. Deus fez uma divisão que separou a água em duas partes: uma parte ficou do lado de baixo da divisão, e a outra parte ficou do lado de cima. Nessa divisão Deus pôs o nome de “céu”. A noite passou, e veio a manhã. Esse foi o segundo dia. (Gênesis 1:6-8)”

 

No mundo natural, o sol espalha a sua esplêndida luz sob a terra e difunde sua animadora influência; trazendo vida e calor.
O Calor por sua vez produz a evaporação e a água que está nos campos e nas encostas sobe para formar as nuvens densas que voltarão a terra depois em forma de chuva, refrescando e embelezando a natureza.

Assim também é no mundo cristão, sob a poder do Maravilhoso Sol da Justiça, as oração fervorosas de todos os contritos corações sobem aos céus. E nossa adoração sobe como um cheiro suave, quando é acompanhada de um espirito misericordioso e arrependido, pois ela é transmitida ao Pai por meio da mediação de Cristo, posteriormente, da mesma forma que o vapor volta como chuvas energizantes, a vida do coração suplicante é energizada pela graça de Cristo, dando ânimo para seguir em frente e superar as dificuldades e os dias mais áridos que virão.

Assim, como a terra que fica árida e dura quando não chove, um coração que não é regado por Deus se torna estéril, duro como rocha e árido, desse coração não podem-se colher os frutos do espirito e o resultados disso são cristãos puramente carnais, que sujam o imaculado nome do Nosso Salvador. Cada planta de santidade, cada flor de amor e cada folha de piedade logo irá cair, secar e morrer, e então, chegará o momento que irão se perguntar: _Onde está aquele Cristão que iria mudar o mundo!?
Ele se encontra no banco de uma igreja e agora questiona o amor de Deus a cada problema, não sabe se Deus existe ou é uma invenção da cabeça dele, pois está tão seco a ponto de não sentir mais a presença refrescante do Espirito Santo.

Lembrem-se: Quanto maior for a evaporação da água, maior também será a chuva que cairá sobre a terra mais cedo ou mais tarde, de igual modo, na vida cristã quanto mais abundantes súplicas o cristão fizer, maiores serão as chuvas de bençãos que cairão em suas vidas.

Vamos portanto, ser abundantes em orar e falar com o nosso senhor, só assim cresceremos como uma planta no Jardim do Senhor, com raízes fortes e bem estabelecidas.

 

 

Compartilhar

Comentários encerrados.