A Porta do Coração – Ilustração para sermão

Na conhecida tela de Holman Hunt, “A luz do mundo”, há um casebre abandonado e em ruínas. Em frente da janela existe um grande espinheiro com ervas daninhas quase cobrindo o caminho. A porta está coberta de musgo.

Diante da porta bem fechada, de gonzos enferrujados, acha-se na obscuridade e no sereno um homem de estatura grande e possante, cujo rosto revela cansaço e fadiga. Uma das suas mãos está levantada para bater à porta, enquanto a outra segura uma lâmpada cujo raio talvez possa penetrar por uma fresta da porta.

É Cristo, o Filho de Deus, procurando entrar no coração do pecador! Ele está esperando a porta abrir-se.

Quando Holman pintou este quadro maravilhoso do Rei coroado de espinhos, batendo do lado de fora, mostrou a tela na sua oficina a um de seus melhores amigos, antes de apresentá-la ao público. O amigo examinou a figura real de Cristo, do lado de fora daquela porta, e disse:

– Mas, você cometeu uma grande falta!

– Qual? – perguntou o artista.

– Pintou uma porta sem maçaneta.

– Não é um erro – disse o artista – esta porta não tem maçaneta por fora, ela só se abre por dentro.

Assim, a porta do coração só pode ser aberta pelo lado de dentro. Cristo não força, apenas bate.

Compartilhar

Comentários encerrados.