Archives for : A Bíblia Responde

Deus se arrepende? como entender o arrependimento de Deus.

arrependimento_imagem

Bom dia Galera, para começar vamos ler essas duas passagens:

O Senhor Deus falou com Samuel:
_Eu estou arrependido de ter feito Saul rei, pois ele me abandonou e desobedeceu às minhas ordens. (1 Sam 15:10 e 11)

E também aquele que é a Força de Israel não mente nem se arrepende; porquanto não é um homem para que se arrependa. (1 Samuel 15:29)

Aqui nós temos dois textos falando sobre arrependimento, porém os dois parecem estar completamente em contradição, sendo eles escritos pelo mesmo escrito e no mesmo contexto.

Como entender esses textos?

a questão ai, mais uma vez está na tradução. A bíblia tem 4 palavras que foram traduzidas para “arrependimento”

vamos nos deter nos termos gregos dessa passagem:

A primeira passagem usa o termo Metamelomai, uma tradução bem simplista dessa palavra seria: mudar uma preocupação para outra, mudar a forma de pensar, mudar o julgamento sobre.

Logo, no primeiro texto, Deus estava afirmando que mudou a forma de pensar ou seu julgamento a respeito de Saul.

A Segunda passagem usa outro termo: Metanoeó, esse texto quando citado na bíblia é usado particularmente para fazer referência a mudar a atitude e o homem interior. Esse é o verdadeiro arrependimento do homem, quando ele muda o interior dele para ser aceito por Deus.

logo, no segundo texto, Samuel diz que Deus não precisa mudar seu interior, pois Deus é perfeito.

 

Compartilhar

Pedro foi nomeado Papa em Mateus 16:15-19 ?

mateus 16

A Igreja Católica Romana tem pregado por muitos séculos que Pedro foi nomeado por Jesus como “Líder dos Apóstolos” assim alegam ele foi o primeiro Papa da igreja católica. Se por acaso você pedir algum embasamento bíblico para eles, vão citar as seguintes passagens: Mt. 16:15-19, Lucas 12:31,32 ou João 21:15 – 17

A maior dificuldade de interpretação dessas passagens está em duas metáforas: A Pedra e a Chave;

Algumas interpretações superficiais pode sugerir que Jesus trocou o nome de Pedro nessa passagem e logo depois o nomeou como líder das igreja.

Primeiro fato: Jesus não trocou o nome de Pedro nesse momento, mas sim logo que o encontrou. Veja:
O primeiro que ele encontrou foi Simão, seu irmão, e lhe disse: “Achamos o Messias” ( isto é, o Cristo ).
E o levou a Jesus. Jesus olhou para ele e disse: “Você é Simão, filho de João. Será chamado Cefas” ( que significa Pedro ). (João 1:41,42)

 

Segundo fato: É necessário que a própria bíblia faça interpretação de seus textos mais complicados.

Veja o que o próprio Pedro diz em: E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa (1 Pedro 2:4)

ou seja, o próprio Pedro afirma que Jesus é a Pedra sob a qual a igreja está fundamentada.

Terceiro fato: Jesus deixou claro que não queria que nenhum dos apóstolos deveria ter superioridade sobre os demais, pois esse é o lugar de Deus.

Veja Mateus 23:8: “Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos”.

Quarto argumento: Na língua que foi escrito os evangelhos, o grego, Pedro não significa Pedra, “Petros” significa pedrisco, pedregulho, e nada pode ser edificado sobre pedrisco.

Quando cristo falou sob essa pedra, ele se referia a um firme alicerce que era a crença de que ele era o filho do Deus altíssimo.

O que significa a palavra Anátema da Bíblia?

Conforme lemos a bíblia encontramos diversas palavras que não foram traduzidas, pois, no grego é possível encontrar palavras que não tem tradução em nossa língua por motivos de TEMPO e CULTURA. Uma dessas palavras é a palavra Anátema.

Essa palavra de origem grega é formada da preposição aná – em cima, sobre e de uma forma do verbo tithemi – pôr, colocar

Esse termo era uma referência a uma oferta colocada em cima do altar que significava maldição, excomunhão, reprovação. Com o passar do tempo essa palavra mudou o seu significado e foi transformada. Por isso deve-se ter muito cuidado na interpretação da mesma.

Pois essa palavra assumiu o significado de que pode ser algo dedicado para o bem ou para o mal.

Por exemplo:
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. (Gal 1:8)

Esse texto acima refere-se ao sentido de devoto e abençoado. Já o abaixo sugere maldição.

Não porás, pois, abominação em tua casa, para que não sejas anátema, assim como ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, porque anátema é. (Deuteronômio 7:26)

 

Baseados nisso segue um conselho: A leitura da bíblia deve ser muito cuidadosa, avaliando todo o contexto e também a linguagem, dessa forma é possível não ter interpretações erradas;

Ao estudar a bíblia uma vida inteira, não será possível desvendar os mistérios da mesma.

 

 

Os Ricos não vão para o céu? pois um camelo nunca passará pelo fundo da agulha

E lhes digo ainda: é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus”. (Mateus 19:24)

As vezes é possível concluir a partir desse versículo que um rico nunca se salvará, afinal um camelo nunca passará pelo fundo de uma agulha.

Esse é um versículo que tem “revirado o estomago” de muitas pessoas que ficam tentando desvendar o que Jesus estava querendo dizer naquela situação, desta forma surgiram várias interpretações desse texto usadas pelos cristãos de hoje.

Nesse artigo vou expor todas as interpretações e após isso expor a interpretação da igreja adventista que representa o que eu acredito.

1ª Interpretação: Erro de leitura e tradução da palavra grega “Kamelos”:

Os manuscritos mais antigos que descrevem esse acontecimento foram escrito com letras cursivas, sem acentuação e sem espaço. A palavra grega “Kamelos” que significa Camelo, poderia ser muito bem lida também pela palavra “Kamilos” que significa corda. Alguns cristãos acreditam que houve um erro na hora da leitura e tradução do texto original substituindo as duas palavras.

Porque eu não acredito nessa interpretação: Porque logo em seguida “Jesus olhou para eles e respondeu: “Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis“. (Mateus 19:26). Não é impossível passar uma corda pelo fundo de uma agulha. Então era um fato de que Jesus não estava se referindo a uma corda.

2ª Interpretação: Havia uma porta em israel chamada “fundo de agulha” pela qual os camelos passavam.

Aquino apresenta um comentário sobre Anselmo, na data (1033-1109 AD) declarando que este autor afirma que em Jerusalém havia certa porta, chamada “fundo de agulha” pela qual um camelo só passava se entrasse de joelhos, depois de lhe ser retirada toda a carga. Existem alguns outros documentos antigos que falam a respeito da mesma porta. Alguns cristãos acreditam que Jesus se referia a essa porta, indicando que assim como  o Camelo, o rico para se salvar teria que se desfazer do seus bens e entrar de joelhos do reino dos céus.

Por mais bonito que pareça, lembre-se que Jesus estava falando de uma IMPOSSIBILIDADE (MT 29:26), logo eu e a igreja adventista acreditamos na:

3º Interpretação. Ambos eram Literalmente uma agulha e um Camelo.

No passado existia uma falsa crença de que os ricos tinham mais chances de ser salvos do que os pobres, afinal nos primeiros livros da bíblia, a riqueza era sinal de “favor divino”. No tempo de Jesus acreditavam que se alguém era pobre, era porque tinham muitos pecados e não era fiel. Quando Jesus falou que era impossível um rico entrar no céu, as pessoas ficaram desanimadas pensando que ninguém poderia se salvar  (MT 19:25), não porque eram ricas, mas porque achavam que eram pior que os ricos.

O objetivo de Jesus nessa metáfora ou hipérbole, foi desincentivar o pensamento de que as pessoas estavam seguras com os seus bens e sendo egoístas querendo cada vez mais conquistar os seus próprios objetivos.

Ninguém que olha para si mesmo está seguro, a salvação só pode ser obtido ao olhar para Deus e para o próximo, essa era a infinita mensagem de amor que Jesus estava transmitindo nesse versículo.

É Pecado um cristão ir em estádio de futebol? { Resposta ao Visitante }

Vocês devem ter reparado que no tempo em que vivemos raramente existe algum ídolo ou deuses ao qual os cristãos possam se curvar, logo, a pergunta que temos hoje é a seguinte: Não existe mais idolatria no mundo moderno? já que não existem mais “deuses” ao qual as pessoas possam reverenciar?

Com essa introdução, quero dar as boas vindas ao blog a todos e lembrar aos irmãos a pergunta em questão do nosso visitante:

Um Cristão pode ir em um estádio de futebol?

Provavelmente o irmão deve ser uma pessoa que gosta de “bater uma bolinha” aos finais de semana e talvez uma dos que sonharam em ser jogador de futebol. No brasil ainda mais, afinal, dizem que aqui é o pais do futebol.
Acontece que o irmão muitas vezes deve ter sido confrontado por outros ou talvez por si mesmo, alegando que é idolatria ver jogos de futebol e ir em estádios.

Para a gente analisar a idolatria tanto condenada por Deus na bíblia, vamos usar um dos primeiros casos de idolatria relatados na bíblia:

E ele os tomou das suas mãos, e trabalhou o ouro com um buril, e fez dele um bezerro de fundição. Então disseram: Este é teu deus, ó Israel, que te tirou da terra do Egito. “(Êxodo 32:4)

Nesse texto o povo que pensavam que o seu líder tinha morrido ficou em desespero, assim resolveram fazer uma imagem e após isso, deram os créditos de Deus à imagem.

A base da idolatria está nessa ultima citação, nos tornamos idolatras quando atribuímos algo que pertence a Deus a algo ou alguém. É possível alguém ser idolatra ao se vangloriar de uma conquista sua, afinal, se Deus não permitir ninguém pode conquistar nada.

No caso do futebol, o problema não está no futebol, ir em estádios ou assistir jogos. O problema aqui é darmos a homens créditos acima do que eles merecem. Lembre-se eles podem ter batalhado sim e além disso um talento especial; Quem deu a eles o talento especial? ou além disso Quem permite que eles se movam?
Não existe um coração no mundo que se mova por sí só, todos dependem de Deus. Logo, todos devemos a Ele.

Assistir jogos pode não ser maior problema do que assistir cultos, onde as pessoas idolatram pregadores, pastores ou “apóstolos”. Em qualquer ambiente você pode errar e acabar admirando pessoas por feitos que elas devem a Deus.

Uma pessoa pode ser idolatra em uma igreja e fiel em um estádio de futebol. A Diferença esta no seu comportamento em relação as pessoas talentosas nesses ambientes.

 

abraços.
fica com Deus.

“Hoje estarás comigo no paraíso” (LUCAS 23:43) Qual o significado?

Bom dia pessoal, vamos hoje estudar um texto dos briguentos de plantão!  😎

Um grupo de cristãos fazem a interpretação que nesses texto Jesus estaria dizendo que o Ladrão da cruz estaria com ele naquele mesmo dia com ele no paraíso. Esta interpretação está incorreta e não leva em conta dois fatos importantes, como por exemplo: Jesus foi imediatamente após morrer para o “paraíso”? ou o que o texto original em grego diz?

Muito bem vamos ao texto:
“E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.” Lucas 23:43

Agora vamos a escrita original dele no grego:
TEXTO GREGO

esse texto em português ficaria exatamente assim: EMVERDADETEDlGOHOJEESTARASCOMIGONOPARAISO.

O ponto principal nessa tradução é notar que as palavras não eram separadas e também não tinham acentuação, pois as palavras só começariam a ser separadas após 800 DC e a virgula somente no ano 900 DC.

Logo, a tradução incorreta desse texto deu um sentido que não pertence ao texto. Se você só acrescentar uma virgula o sentido seria completamente diferente. Veja:

“E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje, estarás comigo no Paraíso.”

Até porque, Jesus não foi ao mesmo dia para o paraíso, a própria bíblia diz isso em:

“Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.” João 20:17

Nessa situação, Jesus tinha se apresentado a Maria, Madalena e ela quis segura-lo.

Logo, aquele Ladrão, teve a confirmação do perdão de seus pecados naquele dia, mas não foi ao mesmo dia ao céu, essa é uma interpretação pobre do texto e a vontade de Deus é que nós estudemos a palavra dele profundamente descobrindo os segredos e verdades contidos nela.

 

Estudo sobre a Genealogia de Cristo {Resposta ao Visitante}

gesu_nazareth (1)

Bom dia pessoal, em resposta a uma pergunta da irmã Aline Freitas ao blog, vou fazer um estudo da genealogia de cristo.

Antes só quero fazer algumas pequenas considerações: O Estudo da genealogia de cristo é extremamente controverso no universo cristão e coloca em questão o nascimento virginal de cristo. No fim dessa postagem vou esclarecer sobre esse tema para quem tiver interesse.

A Bíblia tem dois textos onde contém a genealogia de Cristo: Lucas (3:23-38) e Mateus (1:1-17).

Resumidamente, como foi solicitado pela irmã:

Davi e Bateseba tiveram um filho chamado Natã que foi o gerador da Linhagem de José. Davi por sua vez descendia de Jacó e Abraão e olha de quem a bíblia diz que eles eram descendentes: Enoque; (Aquele que andou com Deus, não o filho de caim).

Logo, José era da linhagem de Enoque, Abraão, Jacó e Davi.

Agora vamos a linhagem de Jesus, grande parte dos cristãos que acreditam no nascimento virginal de Jesus, sabem que Jesus não era de fato filho de José, mas sim somente de Maria e do Espirito Santo.

 

A grande verdade é que o texto original grego de Lucas (3:23) não cita o nome de José duas vezes e também não é acentuado conforme o texto que lemos em nossas bíblias hoje.

Logo, é fácil interpretar que o texto a seguir relata a genealogia de Maria, não a de José, logo foi por meio do sangue dela que Jesus obteve sua descendência de Davi.

 

___________________________________________________________________

Sobre a questão controversa do nascimento virginal de cristo:

Na Bíblia muitas vezes Jesus é citado como Filho de Davi, ou descendente de Davi, ou até mesmo em certas ocasiões o povo ficava citando que esse era o filho de José.

José era o descendente de Davi, e assumiu a Jesus como seu filho publicamente o apresentou no templo como o seu próprio primogênito, assim alguns pessoas acreditam que Jesus era filho da linhagem de José, pois no tempo dos Judeus acreditava-se que uma criança era fruto da combinação de uma mulher, um homem e o espirito santo.

Mas o fato mais importante a cita esta na própria bíblia.

Quero enfatizar o começo do texto:
[…] Ele era, conforme pensavam, filho de José, que era filho de Eli […] (Lucas 3:23)

repare no detalhe, “conforme pensavam” antes de tudo, logo, Jesus não era de fato descendente de Davi, ou seja, a bíblia não revela isso. As pessoas por acreditarem que ele era filho de José, atribuíam a ele a sua descendência.

O Vinho e as Bebidas Alcoolicas na Bíblia

vinho 500 px

Hoje em dia a maioria dos cristãos não consomem bebidas alcoólicas, entretanto folheando a bíblia é fácil uma pessoa questionar essa prática independente de sua religião. Por vezes até parece que a bíblia está sendo contraditória:

Em Salmos 104:15 diz que o vinho pode alegrar o coração do homem;
Em Isaías 28:7 pode fazer a mente errar;
Em Eclesiastes 10:19 ele é usado para festejar;
Em Isaías 5:11 É instrumento de raiva;
Em Gênesis 9:21 Foi usado para mostrar a vergonha de noé;
Em Gênesis 14:18 Foi usado para honrar a abraão;

Com tantos textos apresentando o vinho de forma tão contraditória fica difícil entender qual a interpretação correta sobre o consumo de bebidas alcoólicas. As vezes parece até que a bíblia permite em certas ocasiões o consumo de vinho e até o apoia.

Afinal, qual o motivo de tanta contradição?

O ponto chave nessa questão está na coisa mais flexível e corruptível que existe na vida: A TRADUÇÃO!

A realidade é que no hebraico original existiam 3 expressões diferentes que eram traduzidas para vinho.

A Primeira Yayin – Gên. 9:21:
É o mais usado, porque aparece nada menos de 140 vezes. Esta palavra é empregada indistintamente sem considerar se o vinho é fermentado ou não.

O segundo vocábulo é Tirôsh, empregado 38 vezes. Ao contrário da palavra anterior, esta indica que o vinho não é fermentado! Algumas vezes é traduzido como vinho novo ou “mosto”. Deut. 12:17. Lembra também que o vinho que Jesus transformou era mais novo e melhor em seu milagre? Ou que ele disse que não se coloca vinho novo (Tirôsh) em odres velhos?

Shekar é a terceira palavra usada. Tem a conotação negativa, com o tempo começou a ser traduzida como “bebida forte” para que pudesse ser feita uma clara distinção.
Os escritores do Velho Testamento a empregam 23 vezes. Prov. 31:6 – “Dai bebida forte (Shekar) aos que perecem, e vinho (Yayin) aos amargurados de espírito.”

O Velho testamento está cheio de advertências e críticas ao vinho. “Arão e seus filhos, os sacerdotes, foram estritamente proibidos de beber vinho ou bebida forte ao entrarem no tabernáculo para ministrar diante do Senhor (Lev. 10:9). Os nazireus eram igualmente proibidos de unir vinho enquanto estivessem debaixo do voto (Núm. 6:3, 20; confira Juízes 13:4-7). Os recabitas viveram um exemplo digno de nota de abstinência permanente do vinho, aderindo estritamente ao mandamento de seu ancestral, Jonadabe, para abster-se dele (Jer. 35:2, 5, 8, 14).

E o livro de provérbios da uma séria advertência a ambos os tipos de bebidas:

O vinho é escarnecedor, a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio. (Provérbios 20:1)

O Vinho no Novo Testamento:
A Tristeza do novo testamento é que como foi escrito em grego, os gregos não tinham palavras distintas para um vinho fermentado e um não fermentado. Eles usavam para ambos a palavra “OINOS

O Vinho da Ceia de Jesus era Fermentado?

“Podemos afirmar com certeza que o vinho usado por Jesus nesta ocasião não era fermentado. Esta afirmação é conclusiva da Bíblia pelo seguinte:

Na cerimônia da páscoa não devia haver fermento em nenhum compartimento da casa, desde que este é o símbolo do pecado. Se os pões asmos não continham fermento como o próprio nome indica, é fácil concluir que o vinho também não podia conter fermento. A leitura das seguintes passagens nos levam a esta conclusão: Gên. 19:3; Êxodo 13:6-7; Lev. 23:5-8; Luc. 22:1.” (EXPLICAÇÃO DE TEXTOS DIFÍCEIS DA BÍBLIA – Pedro Apolinário)

O Que a bíblia fala sobre: A Cremação – [Resposta ao Visitante]

Bom dia Pessoal, alguns dias atrás uma visitante nossa fez uma pergunta sobre um assunto que as vezes é abordado nas igrejas e por vezes também gera polêmicas.

Qual a abordagem bíblica sobre a Cremação?

A Bíblia não tem nada explicito sobre a cremação, provavelmente por um simples fato: “Não existe limites no poder de Deus em ressuscitar o ser humano”.

No passado, a igreja católica pregava que se uma pessoa fosse queimada até o pó, não poderia ser restaurada por Deus e assim teria completa perdição, por isso eles queimavam todos aqueles que consideravam “hereges ou incrédulos”. Portanto, temos alguns grandes reformadores como John Huss e John Wycliffe que foram queimados até virar cinzas e esse último jogado no oceano. Acontece que esse pensamento católico era uma herança da cultura pagã grega do passado, que tinha pensamentos como esse ou como o que se cortar a cabeça da pessoa ela não encontrará a cabeça no “inferno”.

Os Israelitas e a igreja primitiva realmente não usavam a cremação como modo de sepultamento, apesar de que muitos das igreja primitiva foram incinerados por nero posteriormente.

Alguns cristãos são contra a prática pois acreditam que aquele que queima o corpo até o pó não tem fé que um dia Deus irá restaurar a vida do corpo.

Baseados nisso tudo e na falta de informação Bíblica sobre o tema, precisamos ter somente o seguinte texto em foco: “Porquanto para Deus não existe nada que lhe seja impossível!” Lucas 1:37

Deus não vai perguntar a forma como a pessoa morreu ou foi sepultada e sim a forma em que ela viveu e a quem ela serviu em vida. Nada pode ser feito pelos mortos segunda a bíblia, nem para a sua salvação e nem para a sua perdição.

O Pecado dos Homens Bons

moisés

Hoje estive pensando sobre a vida de Moisés, esse personagem tem cada vez mais tomado destaque na vida das pessoas, principalmente agora que tem uma novela na TV retratando a vida dele.

Moisés foi um dos homens mais privilegiados na bíblia, Deus falava com ele boca a boca,veja:

“Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas;” (Num 12:8)

Além disso ele é citado como o homem por quem Deus mais “manisfestou” o seu poder. O numero de maravilhas que Deus operou por meio de moisés foram incontáveis e uma mais incrível que a outra e a maioria inexplicável.

Mesmo assim, existe algo muito triste na vida de moisés que por vezes parece difícil de entender; Moisés tinha um sonho, você já teve um sonho? Pois é, porém em um dia moisés comete apenas UM ERRO, sendo que as pessoas ao redor dele passavam a vida cometendo erros, mas para ele, somente um erro custou o sonho dele, que era entrar na terra prometida por Deus.

Isso me fez pensar o quanto somos responsáveis pela luz que recebemos, quanto maior o privilégio que você receber nessa vida, mais lhe será cobrado.

Quanto melhor pessoa você é, mais ofensivo será o seu pecado. Você deve estar se questionando do motivo que é simples, Deus te usa como exemplo de honestidade e fidelidade por isso ele te dá privilégios, quando você peca, faz com que satanás possa ironizar a escolha das ferramentas de Deus.

Para finalizar, pense nesse texto de Ellen White, do Livro História da Redenção.

“Os pecados dos homens bons, cuja conduta geral tem sido digna de imitação, são especialmente ofensivos a Deus. Eles levam Satanás a triunfar e a lançar em rosto aos anjos de Deus as falhas dos instrumentos por Deus escolhidos, e dão aos injustos ocasião a que se levantem contra Deus.”