Colossenses 2:16 e 17 Diz para não guardar o sábado?

Quando se é adventista do sétimo dia e guarda-se o sábado um dos textos mais usados pelas outras denominações para refutar a guarda do Sábado é o encontrado em Colossenses 2:16 e 17.Que contém o seguinte texto:
“Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados [grego sabbátōn], porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o corpo é de Cristo.”

A Maioria das pessoas que vão interpretar esse texto sugerem que ela faz um progressão de dia/mês/ano, mas muitos comentaristas também podem ver claramente que é possível que Paulo tenha usado um Paralelismo, ANO/MÊS/ANO. Paralelismo muito comum no passado. E o mais importante é lembrar que Colossenses trata não com dias em si, mas trata-se em cerimônias.

É possível também achar no antigo testamento oito expressões idênticas a de Paulo que fazem o paralelo ANO/MÊS/SÁBADO

(veja Nm 28-29; 1Cr 23:29-31; 2Cr 2:4; 8:12, 13; 31:3; Ne 10:33; Ez 45:13-17; 46:1-15; Os 2:11). Mas um estudo exegético, linguístico, estrutural, sintático e intertextual de Colossenses 2:16 com esses textos, desenvolvido por Ron du Preez, constatou que o verdadeiro antecedente dessa expressão está em Oséias 2:11, que diz: “Farei cessar todo o seu gozo, as suas Festas de Lua Nova, os seus sábados e todas as suas solenidades”. Enquanto os dias de “festa” (hebraico hag; grego heortē) dizem respeito às “três festas de peregrinação da Páscoa, do Pentecostes e dos Tabernáculos”, os “sábados” (hebraico sǎbbāt; grego sábbata) se referem às três celebrações adicionais das Trombetas, da Expiação e dos Anos Sabáticos. – Ron du Preez, Judging the Sabbath: Discovering What Can’t Be Found in Colossians 2:16 (Berrien Springs, MI: Andrews University Press, 2008), p. 47-94. A tentativa de associar os “sábados” de Colossenses 2:16 com o sábado semanal parece não endossada nem pelo contexto anterior e nem pelo posterior dessa passagem.

No versículo 17 fala que esses “sábados” seriam sobras do que haveria de vir (morte expiatória de cristo) logo, está mais que claro de que esse texto fala da “festa da libertação” que acontecia de sete em sete anos, portanto, os Sábados Solenes e não Sábados semanais.

Compartilhar