Uma história de amor, Correio Elegante – Ilustração para Sermões

Depois de um bom tempo sem se verem, duas grandes amigas se reencontram e começam a colocar a conversa em dia.

– Você casou, amiga? Que legal! Fale-me do seu marido, onde vocês se conheceram?
– Ah! Nem te conto, amiga. Foi até engraçado, respondeu a outra. Depois que nos mudamos, conheci um monte de gente nova, entre elas, um rapaz muito bonito, militar, porte atlético… tudo de bom.

– Começamos a namorar, mas, logo ele foi transferido para bem longe. Isso nos fez sofrer muito, mas ele partiu prometendo solenemente escrever-me todos os dias. E, por longo tempo, ele cumpriu com fidelidade o prometido.

– Todas as manhãs eu esperava o carteiro lá no portão, que já até sabia meu nome: “Bom dia, dona Juliana, mais uma cartinha para a senhorita!”

– Mas, com o tempo as cartas foram diminuindo, diminuindo e se tornando cada vez mais frias e rotineiras. Eu ficava tão triste que até o carteiro percebia e tentava me consolar: “Não fique triste dona Juliana, no fim tudo vai dar certo”.

– Até que um dia ele mandou uma carta terminando o nosso namoro. Ponto final!

A amiga não entendeu muito bem:
– Sim, e daí? Ele se arrependeu? Voltou de joelhos? Apareceu de repente com uma aliança? Conte amiga!

– Não, nada disso. Eu acabei me apaixonando pelo carteiro. Sempre tão simpático, tão atencioso, tão carinhoso. Já estamos casados há 5 anos e eu não me canso de agradecer a Deus por tê-lo colocado em meu caminho.

Compartilhar

Comentários encerrados.