História de Silas, Jogador de futebol da seleção.

“Zico e Silas pro aquecimento”, gritou Telê Santana, aos 20 minutos do segundo tempo do jogo Brasil e França. Pulei do banco instantaneamente e comecei a agradecer a Deus enquanto fazia o aquecimento. A torcida incentivava: “Vamos lá! Vamos virar!”

No Brasil, 100 milhões estavam sofrendo e vibrando. Acho que eles tinham 70% de esperança no Zico e 30% em mim. O Zico entrou logo e perdeu o pênalti. Para mim, teria sido a grande chance da minha vida, justamente no momento mais dramático do futebol brasileiro na Copa do México de 86.

O jogo continuava 1 a 1, Telê só me mandou entrar em campo no inicio da prorrogação, 40 minutos mais tarde. Nunca me aqueci e orei com tanta firmeza em toda a minha vida!

Os 30 minutos da prorrogação significavam para mim um prêmio e uma chance. Entrei com tudo, disposto a correr por mim e por meus colegas desgastados pelos 90 minutos anteriores. Me sai bem no primerio lance contra Tiganá. Ganhei confiança e tive certeza de que Deus estava comigo. Não errei nenhum passe, não me cansei e nem senti o tempo passar.

No finzinho do primeiro tempo da prorrogação, ajeitei uma bola para o Careca, ele me devolveu, rolei um pouco a bola, vi que não tinha ninguém e enchi o pé! A direção estava certa e fiquei torcendo, mas ela tocou na trave de cima e foi para fora.

Se aquela bola tivesse entrado, o destino da Copa teria sido outro. Mas ela não entrou! O Brasil perdeu. Porém, isso não alterou em nada o meu destino, nem o de ninguém no Brasil, nem mesmo a minha confiança em mim.

Na verdade, a única jogada que mudou o rumo da minha vida, foi a que fiz quando aceitei a Cristo como meu Salvador. O destino da minha vida que antes era a morte (separação de Deus) é hoje a vida eterna que tenho em Cristo.

A paz, a satisfação, o senso de direção e propósito para minha vida, me dão a certeza de que a coisa mais importante do mundo não é jogar na Seleção, mas no time de Cristo, um time que tem até um lugar para você!

Silas – Meio de Campo do São Paulo Futebol Clube e da Seleção Brasileira.

Compartilhar

Comentários encerrados.